PC TEC

sexta-feira, 28 de março de 2014

Bandidos assaltam agência dos Correios e banco da cidade de Belàguas

Bandidos fortimentes armados assaltaran na manhã desta sexta feira no  município de Belágua  o banco e as agência dos correios da cidade, segundo informações dois bandidos renderam o gerente do  banco. Ao serem informados pela vítima que não seria possível abrir o cofre, que funciona automaticamente, eles resolveram assaltar o próprio funcionário. Dele, levaram a quantia de R$ 300, além de relógio, celular e cordão. os suspeitos, ainda, se dirigiram à agência dos Correios da cidade, onde roubaram a quantia de R$ 500.

Com informações Radio Mirante AM

segunda-feira, 24 de março de 2014

Aeronave faz pouso forçado em Urbano Santos


   

Por pouco um acidente envolvendo uma aeronave não acabou em tragédia, na manhã desta segunda-feira (24).
O monomotor da empresa Cururupu tinha como destino o município de Barreirinhas. Mas no trajeto a aeronave apresentou problemas no motor, que perdeu potência.
A aeronave havia sido fretada por quatro turistas do estado de São Paulo. Eles queriam sobrevoar os Lençóis Maranhenses.
O piloto conseguiu realizar um pouso forçado nas proximidades do município de Urbano Santos. A equipe do Grupo Tático Aéreo realizou os resgates das vítimas.
Os tripulantes da aeronave foram encaminhados à Unidade de Pronto Atendimento do Bairro Araçagy. Eles tiveram apenas ferimentos leves.

Fonte: blog do Luis Cardoso

sexta-feira, 21 de março de 2014

Veja duas das 10 teorias sobre o desaparecimento de um avião no continente asiático.


Reprodução-web-ilustrativa
6) O avião está no Paquistão
O empresário midiático Rupert Murdoch tuitou que o avião poderia "estar escondido no norte do Paquistão, como (Osama) Bin Laden".
O Paquistão negou que isso fosse possível, alegando que seus radares não detectaram o avião.
Assim como a teoria do Cazaquistão, essa parece improvável pelo fato de o espaço aéreo na fronteira Paquistão-Índia ser fortemente vigiado por radares militares. E, apesar de ser uma região remota e sem lei, o norte paquistanês é acompanhado de perto por satélites e aeronaves não-tripuladas.
8) Houve briga a bordo
O avião voou de forma errática, acima de seu "teto" e depois abaixo. Para Buzdygan, as grandes flutuações em altitude sugerem que houve alguma briga.
Após o 11 de Setembro, portas da cabine foram reforçadas para evitar sequestros, mas ainda há cenários possíveis em que criminosos poderiam ter entrado ali - e o piloto pode ter voado de forma agressiva para resistir e confundir os sequestradores, defende Buzdygan.



Delegado do Piauí é preso suspeito de falsificar notas e recibos de delegacia


 
A Polícia Civil do Piauí prendeu, no ultimo dia (19), o delegado Clayton Doce Alves Filho. Ele é acusado de ter desviado recursos provenientes da Secretaria de Segurança Pública, enquanto era titular da Delegacia Regional de Piripiri. 

De acordo com o inquérito que motivou mandado de prisão, Clayton Doce também apreendia objeto de furtos e cobrava propina para liberá-los. Ele ainda é acusado de falsificar documentos.

A ordem de prisão foi expedida pelo Juiz Francisco João Damasceno, da 1ª Vara da Comarca de Piripiri, a pedido da Secretaria de Segurança Pública do Estado, que instaurou um procedimento administrativo através da Corregedoria da Polícia Civil e do Núcleo de Inteligência. Em seguida, foi instaurado um inquérito policial e expedido o mandado de prisão.

Segundo a Policia Civil, existem outros inquéritos em andamento para apurar mais crimes, além de processos administrativos disciplinares, bem como ações por improbidade administrativa. Após a prisão, Clayton foi encaminhado para o 13º Distrito Policial, localizado na zona Sul de Teresina. Para o delegado ficar em uma cela da delegacia, as mulheres que estavam detidas lá, tiveram que ser transferidas para a Central de Flagrantes e o 1ºDP.

O delegado já havia sido investigado no início do ano passado quando a polícia encontrou ligações clandestinas de energia elétrica na casa onde ele morava, em Piripiri. A irregularidade foi detectada após inspeção do Nurecasp (Núcleo de Repressão aos Crimes Contra a Administração Pública), órgão ligado à Delegacia Geral de Polícia Civil.

O "gato" furtava energia elétrica da casa de um vizinho. Ao ser comunicado do caso, o delegado teria justificado que o imóvel foi alugado há um ano, no nome da sua namorada, e que desconhecia o dispositivo instalado para fraudar a conta de luz.
À época, a Secretaria de Segurança Pública do Piauí e a Delegacia Geral optaram pela permanência de Clayton Doce à frente da Delegacia Regional de Piripiri. No entendimento dos gestores das pastas, a manutenção do policial no cargo não comprometia as investigações.
Izabella Pimentel/Portal ODia

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Senado compra freezer de R$ 78 mil e dois guardanapos de pano a R$ 420

Os gastos do Senado Federal com eletrodomésticos para equipar a nova praça de alimentação da Casa, que incluirá dois restaurantes, já chegam a cerca de R$ 176,6 mil. Os restaurantes Escola dos Senadores e Escola de Massas e Risotos, que serão administrados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), receberão, por exemplo, dois guardanapos de pano no valor de R$ 420 cada. As informações são do site Contas Abertas.
De acordo com o site, entre os eletrodomésticos comprados para os dois estabelecimentos estão um freezer de R$ 77,9 mil, uma máquina embaladora a vácuo, da marca Jetvac, por R$ 39,4 mil — o aparelho é de aço inox, tem painel digital, 15 tipos de programação e uma bomba de vácuo que opera de 100 a 360m3/h — duas máquinas lava louças que, somadas, custaram a bagatela de R$ 20,6 mil e dois mixers, ou misturadores de alimentos, por R$ 1,9 mil cada.
Além disso, constam ainda na lista de compras feitas pelo Senado dois processadores de alimentos Cutter com dupla função, que saem por R$ 19,8 mil, uma centrífuga automática com potência de 700W por R$ 3,5 mil, duas máquinas de gelo por R$ 10 mil e três toalhas de mesa que somam R$ 2 mil.
Questionado sobre as novas aquisições, até o início da tarde desta segunda-feira o Senado ainda não havia dado explicações sobre os gastos com eletrodomésticos, guardanapos e toalhas de mesa.
Através do Facebook, o cantor do Detonautas, Tico Santa Cruz mostra sua indignação e seus seguidores comentam sobre o mal investimento do dinheiro público. Veja:
Fonte: Com informações do O Globo
Publicado Por: Nataniel Lima

Luan Santana grava música do Cantor Piauiense Paulinho Paixão

Paulinho Paixão conhecido como o rei do coladinho tem mas uma musica de sua autoria gravada por um sertanejo. depois de Léo Magalhães grava a musica " Bebo e choro" chegou a vez de Luan Santana regrava a música “cabou, cabou” que já é uma do lançamento do cantor para o novo Disco que em breve estará saindo.
além dos sertanejos varias bandas de forro regravaram sucessos de Paulinho paixão como as bandas AVIÕES DO FORRO,FORRO ESTOURADO, BONDE DO BRASIL, FORRO DO MUIDO entre outras.

Homem passa por cirurgia para retirar garfo de dentro do pênis


Um homem, de 70 anos, na Austrália, foi internado para uma cirurgia apóa inserir um garfo no pênis. As informações foram publicadas pelo jornal britânico The Independent nesta segunda-feira.

De acordo com a publicação, o homem se apresentou na emergência de um hospital de Canberra com sangramento em seu órgão sexual. Ele teria inserido o talher em seu pênis 12 horas antes em uma tentativa de "gratificação sexual", mas o garfo ficou preso. 

Após os médicos verificarem em um raio-x que o sangramento era motivado pelo corpo estranho, um fórceps e lubricação "abundante" foram necessários para retirar o garfo. O paciente estava sob anestesia geral.

Imparcial

Professor é condenado a 6 anos de reclusão por vazar questões do Enem

O professor do Colégio Christus, de Fortaleza, foi condenado a seis anos de reclusão pelo vazamento de 14 questões do Exame Nacional do Ensino Média (Enem) em 2011. Na época, o professor distribuiu um simulado do exame que continha questões iguais às que foram usadas no Enem. A decisão condenatória foi publicada nesta segunda-feira (19)
Segundo denúncia do Ministério Público Federal, o professorJahilton Motta havia conseguido as questões por meio do pré-teste, uma prova realizada um ano antes do Enem para definir o nível de dificuldades das questões do exame nacional e que, em alguns casos, tem questões aplicadas também no Enem.
"Registro os seguintes dados quanto ao réu Jahilton José Motta: culpabilidade grave, porquanto sua conduta se deu de modo a abusar de relação de confiança de seus alunos e companheiros professores", afirmou o juiz Danilo Fontenelle Sampaio na setença. O juiz determinou também o pagamento de multa de 400 salários mínimos, que deve ser pago em até 10 dias após a decisão condenatória.
O juiz afirmou ainda que o vazamento das questões "ocasionou transtornos a diversos alunos em todo o Brasil e à própria administração pública federal, que se viu obrigada a fazer profundo levantamento quanto à real extensão do ato delituoso que comprometeu a própria credibilidade da seleção de alunos pelo Enem".
O professor foi condenado por comprometer o conteúdo sigiloso da prova do exame nacional, que teve 300 mil inscrições em 2011, e por estelionato. Outras quatro pessoas denunciadas pelo Ministério Público Federal no Ceará foram absolvidas. O G1 tentou ouvir o advogado do professor e do Colégio Christus, mas as ligações não foram atendidas.
O Ministério Público Federal também havia pedido a anulação das questões vazadas, que foi negado pela Justiça. As questões, no entanto, foram anuladas para os estudantes do Christus. Na época, o Inep afirmou que a questão anulada apenas para os alunos cearenses iria garantir a isonomia da avaliação.
Ciências da Natureza - questão 87 da prova azul. Em destaque, a mesma questão é vista na apostila do Enem (Foto: Reprodução)
Ciências da Natureza - questão 87 da prova azul. Em destaque, a mesma questão é vista na apostila do Enem (Foto: Reprodução)
Fonte: G1

Ministério suspende carteiras de pescadores de 80 municípios maranhenses

carteira333
No Maranhão, 80 município foram fiscalizados pelo Ministério da Pesca e Aqüicultura – MPA . No Brasil foram 81 mil carteiras suspensas.
Os fiscais do MPA realizam desde o mês de fevereiro atualização de cadastro profissional dos trabalhadores da pesca, como forma de combater fraudes e promover fiscalização mais efetiva na concessão do Registro Geral da Atividade Pesqueira.
Os pescadores com registro podem ter acesso a programas do governo federal, que incluem microcrédito, seguridade especial e seguro desemprego, que é pago nos meses em que a pesca é proibida para proteger a reprodução de peixes, lagostas e camarões.
Atualização – Para não ter o registro suspenso ou cancelado, os pescadores precisam atualizar os dados no site do ministério, em até 60 dias após a data do seu aniversário, ou ir até a Superintendência do MPA no seu estado, no prazo máximo de 120 dias após a data do aniversário.
Para regularizar a situação, os pescadores que tiveram a carteira suspensa deverão ir à superintendência do MPA no seu estado levando RG e CPF, no prazo de até 30 dias depois da suspensão. Quem não comparecer terá o registro cancelado definitivamente.
Quantidade de carteiras suspensas nas cidades maranhenses:
Alto Alegre do Pindaré – 1
Amapá do Maranhão – 2
Anajatuba – 137
Anapurus – 8
Araguanã – 58
Araioses – 95
Arari – 87
Bacabal – 122
Bacabeira – 63
Bacuri – 25
Barra do Corda – 1
Barreirinhas – 59
Belágua – 29
Boa Vista do Gurupi – 60
Bom Jardim – 92
Bom Jesus das Selvas – 2
Bom Lugar – 2
Brejo – 25
Buriti – 54
Cachoeira Grande – 3
Cajari – 68
Cantanhede – 10
Carolina – 6
Carutapera – 12
Caxias – 9
Cedral – 72
Centro do Guilherme – 10
Centro Novo do Maranhão – 2
Chapadinha – 61
Coelho Neto – 34
Colinas – 16
Cururupu – 72
Duque Bacelar – 4
Estreito – 6
Governador Nunes Freire – 59
Humberto de Campos – 33
Icatu – 57
Imperatriz – 14
Itapecuru Mirim – 20
Lago da Pedra – 41
Lago do Junco – 1
Lago Verde – 18
Maracaçumé – 13
Marajá do Sena – 32
Matinha – 122
Miranda do Norte – 4
Mirinzal – 17
Morros – 29
Nina Rodrigues – 48
Nova Iorque – 7
Paraibano – 1
Paulino Neves – 50
Paulo Ramos – 9
Pedreiras – 6
Penalva – 43
Peri Mirim – 11
Peritoró – 4
Pinheiro – 300
Pio XII – 123
Pirapemas – 1
Porto Franco – 2
Presidente Dutra – 5
Presidente Juscelino – 49
Presidente Sarney – 40
Primeira Cruz – 45
Raposa – 77
Santa Helena – 118
Santa Luzia – 91
Santa Rita – 27
São Luís – 3.026
Satubinha – 7
Senador Alexandre Costa – 1
Timbiras – 5
Timon – 20
Trizidela do Vale – 5
Tuntum – 3
Urbano Santos – 144
Vargem Grande – 52
Viana – 125
Vitorino Freire – 43
Fonte (MPA)

Vereador protocola denúncia contra Prefeitura de Chapadinha na PF

Federal-e1376
Vereador Eduardo Sá no Protocolo da Polícia Federal
O vereador Eduardo Sá (PRTB) foi pessoalmente, na manhã de ontem, dia 19, à Superintendência da Polícia Federal em São Luís, para denunciar formalmente a administração Municipal de Chapadinha pelo suposto caso de corrupção que ficou conhecido como escândalo da Queops.
Em denúncia encaminhada também à Controladoria Geral da União – CGU e ao Ministério Público Federal, o vereador levou o escândalo da Queops às autoridades e instituições que fiscalizam os recursos públicos.
“Venho por meio deste (documento) trazer ao conhecimento de Vossa Senhoria, graves denúncias de improbidade, com possibilidade do cometimento de fraude em licitações e desvios de recursos públicos oriundos de repasses federais nas áreas da saúde e educação no município de Chapadinha”denunciou Eduardo Sá.
O parlamentar juntou documentos das alterações contratuais, anexou matérias da imprensa e o comunicado da prefeitura suspendendo o contrato como forma de reconhecimento das irregularidades.
“Conforme denúncia da imprensa abundantemente documentada (cópias anexas), uma empresa por nome Queops, sem local de funcionamento, com alterações contratuais maliciosas, endereço de proprietários inexistente e com todas as características de firma fictícia com finalidade de desvios de recursos e outras práticas de corrupção foi contratada de forma escandalosamente ilegal e com possibilidade de participação de funcionários da prefeitura em práticas criminosas” relatou o parlamentar.
denuncia332
Ainda no documento encaminhado à Polícia Federal, CGU e Procuradoria Federal, Eduardo Sá reforçou apelo pela intervenção dos Órgãos: “ante ao exposto oficializo a presente denúncia para que sejam adotadas, por estes órgãos, medidas com vistas a aprofundar as investigações e demais providências cabíveis previstas em lei”, finalizou.

ITAPECURU-MIRIM – Acordo estabelece realização de concurso público para servidores

CONCUSOE22

O Ministério Público do Maranhão firmou Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), na última quarta-feira, 14, com o Município de Itapecuru-Mirim, estabelecendo a realização de concurso, até novembro de 2013, com 400 vagas. O prazo final para a posse dos aprovados é janeiro de 2014.
O acordo foi assinado pelo promotor de justiça Benedito de Jesus Nascimento Neto, conhecido como Benedito Coroba, e também pelo prefeito Magno Rogério Siqueira Amorin e pelo procurador-geral do município Euclides Figueiredo Cabral.
De acordo com o MPMA, a Câmara Municipal de Itapecuru-Mirim autorizou, por meio de lei, a contratação temporária de 1.585 servidores, sem concurso público, causando um impacto negativo na folha de pagamento e ferindo os princípios da moralidade, legalidade e eficiência da administração pública.
Para resolver o impasse, o Município se comprometeu a manter 400 servidores nas áreas de educação, saúde, assistência social e administração, a fim de realizar os serviços públicos essenciais até a homologação do resultado final do certame, quando serão substituídos pelos 400 aprovados. Os 1.185 funcionários adicionais, do total de 1.585, deverão ser demitidos até 30 de setembro de 2013.
O número de servidores necessários para a manutenção dos serviços públicos foi levantado por uma comissão formada por representantes das Secretarias Municipais de Adminsitração, Educação e Saúde, Câmara de Vereadores, Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, Sindicato dos Professores do Estado do Maranhão (Sinproesemma), União das Comunidades Negras de Itapecuru-Mirim (Unicita) e Conselho Regional de Psicologia.
Em caso de descumprimento das cláusulas e condições firmadas no TAC, o Município de Itapecuru será obrigado a pagar multa de R$ 50 mil a ser revertida ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Além disso, se o acordo não for cumprido, o prefeito pode ser acionado por improbidade administrativa ou crime de responsabilidade.
Redação: Johelton Gomes (CCOM–MPMA)

terça-feira, 30 de julho de 2013

Perfil da cidade de São Benedito do Rio Preto, MA

Caracterização do território

Área
936,06 km²
IDHM 2010
0,541
Faixa do IDHM
Baixo (IDHM entre 0,5 e 0,599)
População (Censo 2010)
17799 hab.
Densidade demográfica
19,02 hab/km²
Ano de instalação
1948
Microrregião
Chapadinha
Mesorregião
Leste Maranhense
IDHM
RendaLongevidadeEducação199120002010
IDHM
0,272
0,368
0,541
Componentes
O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) de São Benedito do Rio Preto é 0,541, em 2010. O município está situado na faixa de Desenvolvimento Humano Baixo (IDHM entre 0,5 e 0,599). Entre 2000 e 2010, a dimensão que mais cresceu em termos absolutos foi Educação (com crescimento de 0,230), seguida por Longevidade e por Renda. Entre 1991 e 2000, a dimensão que mais cresceu em termos absolutos foi Educação (com crescimento de 0,108), seguida por Renda e por Longevidade.
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal e seus componentes - São Benedito do Rio Preto - MA
IDHM e componentes199120002010
IDHM Educação0,1140,2220,452
% de 18 anos ou mais com ensino fundamental completo9,9315,4829,13
% de 5 a 6 anos frequentando a escola23,7755,9988,61
% de 11 a 13 anos frequentando os anos finais do ensino fundamental12,4230,0179,34
% de 15 a 17 anos com ensino fundamental completo8,2314,7033,97
% de 18 a 20 anos com ensino médio completo4,275,5823,53
IDHM Longevidade0,5710,6190,749
Esperança de vida ao nascer (em anos)59,2462,1269,95
IDHM Renda0,3090,3640,468
Renda per capita (em R$)54,6276,86147,34
Evolução
Entre 2000 e 2010
O IDHM passou de 0,368 em 2000 para 0,541 em 2010 - uma taxa de crescimento de 47,01%. O hiato de desenvolvimento humano, ou seja, a distância entre o IDHM do município e o limite máximo do índice, que é 1, foi reduzido em 27,37% entre 2000 e 2010.
Entre 1991 e 2000
O IDHM passou de 0,272 em 1991 para 0,368 em 2000 - uma taxa de crescimento de 35,29%. O hiato de desenvolvimento humano, ou seja, a distância entre o IDHM do município e o limite máximo do índice, que é 1, foi reduzido em 13,19% entre 1991 e 2000.
Entre 1991 e 2010
São Benedito do Rio Preto teve um incremento no seu IDHM de 98,90% nas últimas duas décadas, acima da média de crescimento nacional (47,46%) e acima da média de crescimento estadual (78,99%). O hiato de desenvolvimento humano, ou seja, a distância entre o IDHM do município e o limite máximo do índice, que é 1, foi reduzido em 36,95% entre 1991 e 2010.
Evolução do IDHM - São Benedito do Rio Preto - MASão Benedito doRio PretoMaior (IDHM)Menor (IDHM)Média do BrasilMédia doEstado:Maranhão1990200020100,00,10,20,30,40,50,60,70,80,91,0
Taxa de CrescimentoHiato de Desenvolvimento
Entre 1991 e 2000+ 35,29%+ 13,19%
Entre 2000 e 2010+ 47,01%+ 27,37%
Entre 1991 e 2010+ 98,90%+ 36,95%
Ranking
São Benedito do Rio Preto ocupa a 5306ª posição, em 2010, em relação aos 5.565 municípios do Brasil, sendo que 5305 (95,33%) municípios estão em situação melhor e 260 (4,67%) municípios estão em situação igual ou pior. Em relação aos 217 outros municípios de Maranhão, São Benedito do Rio Preto ocupa a 172ª posição, sendo que 171 (78,80%) municípios estão em situação melhor e 46 (21,20%) municípios estão em situação pior ou igual.
Demografia e Saúde
População
Entre 2000 e 2010, a população de São Benedito do Rio Preto teve uma taxa média de crescimento anual de 0,80%. Na década anterior, de 1991 a 2000, a taxa média de crescimento anual foi de 0,98%. No Estado, estas taxas foram de 1,02% entre 2000 e 2010 e 1,02% entre 1991 e 2000. No país, foram de 1,01% entre 2000 e 2010 e 1,02% entre 1991 e 2000. Nas últimas duas décadas, a taxa de urbanização cresceu 57,17%.
População Total, por Gênero, Rural/Urbana e Taxa de Urbanização - São Benedito do Rio Preto - MA
PopulaçãoPopulação (1991)% do Total (1991)População (2000)% do Total (2000)População (2010)% do Total (2010)
População total15.057100,0016.442100,0017.799100,00
Homens7.59650,458.34450,759.04050,79
Mulheres7.46149,558.09849,258.75949,21
Urbana5.94739,509.17355,7911.04962,08
Rural9.11060,507.26944,216.75037,92
Taxa de Urbanização-39,50-55,79-62,08
Estrutura Etária
Entre 2000 e 2010, a razão de dependência de São Benedito do Rio Preto passou de 95,39% para 81,72% e o índice de envelhecimento evoluiu de 5,33% para 6,40%. Entre 1991 e 2000, a razão de dependência foi de 113,79% para 95,39%, enquanto o índice de envelhecimento evoluiu de 5,01% para 5,33%.

O que é razão de
dependência?

população de menos
de 14 anos e de 65 anos
(população dependente)
ou mais em relação à
população de 15 a 64 anos
(população potencialmente ativa)
O que é índice de
envelhecimento?

população de 65 anos
ou mais em relação à
população de menos
de 15 anos
Estrutura Etária da População - São Benedito do Rio Preto - MA
Estrutura EtáriaPopulação (1991)% do Total (1991)População (2000)% do Total (2000)População (2010)% do Total (2010)
Menos de 15 anos7.25948,217.15043,496.86438,56
15 a 64 anos7.04346,788.41551,189.79555,03
65 anos ou mais7555,018775,331.1406,40
Razão de dependência113,790,7695,390,5881,720,46
Índice de envelhecimento-5,01-5,33-6,40
1991
Pirâmide etária - São Benedito do Rio Preto - MA
Distribuição por Sexo, segundo os grupos de idade
HomensMulheres10505100 a 45 a 910 a 1415 a 1920 a 2425 a 2930 a 3435 a 3940 a 4445 a 4950 a 5455 a 5960 a 6465 a 6970 a 7475 a 7980 e +
2000
Pirâmide etária - São Benedito do Rio Preto - MA
Distribuição por Sexo, segundo os grupos de idade
HomensMulheres10505100 a 45 a 910 a 1415 a 1920 a 2425 a 2930 a 3435 a 3940 a 4445 a 4950 a 5455 a 5960 a 6465 a 6970 a 7475 a 7980 e +
2010
Pirâmide etária - São Benedito do Rio Preto - MA
Distribuição por Sexo, segundo os grupos de idade
HomensMulheres10505100 a 45 a 910 a 1415 a 1920 a 2425 a 2930 a 3435 a 3940 a 4445 a 4950 a 5455 a 5960 a 6465 a 6970 a 7475 a 7980 e +
Longevidade, mortalidade e fecundidade
A mortalidade infantil (mortalidade de crianças com menos de um ano) em São Benedito do Rio Preto reduziu 44%, passando de 52,9 por mil nascidos vivos em 2000 para 29,5 por mil nascidos vivos em 2010. Segundo os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio das Nações Unidas, a mortalidade infantil para o Brasil deve estar abaixo de 17,9 óbitos por mil em 2015. Em 2010, as taxas de mortalidade infantil do estado e do país eram 28,0 e 16,7 por mil nascidos vivos, respectivamente.
Longevidade, Mortalidade e Fecundidade - São Benedito do Rio Preto - MA
199120002010
Esperança de vida ao nascer (em anos)59,262,170,0
Mortalidade até 1 ano de idade (por mil nascidos vivos)73,952,929,5
Mortalidade até 5 anos de idade (por mil nascidos vivos)90,766,932,2
Taxa de fecundidade total (filhos por mulher)6,14,23,4
A esperança de vida ao nascer é o indicador utilizado para compor a dimensão Longevidade do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM). Em São Benedito do Rio Preto, a esperança de vida ao nascer aumentou 10,7 anos nas últimas duas décadas, passando de 59,2 anos em 1991 para 62,1 anos em 2000, e para 70,0 anos em 2010. Em 2010, a esperança de vida ao nascer média para o estado é de 70,4 anos e, para o país, de 73,9 anos.
Educação
Crianças e Jovens

A proporção de crianças e jovens frequentando ou tendo completado determinados ciclos indica a situação da educação entre a população em idade escolar do município e compõe o IDHM Educação.

No período de 2000 a 2010, a proporção de crianças de 5 a 6 anos na escola cresceu 58,26% e no de período 1991 e 2000, 135,55%. A proporção de crianças de 11 a 13 anos frequentando os anos finais do ensino fundamental cresceu 164,38% entre 2000 e 2010 e 141,63% entre 1991 e 2000.

A proporção de jovens entre 15 e 17 anos com ensino fundamental completo cresceu 131,09% no período de 2000 a 2010 e 78,61% no período de 1991 a 2000. E a proporção de jovens entre 18 e 20 anos com ensino médio completo cresceu 321,68% entre 2000 e 2010 e 30,68% entre 1991 e 2000.
Fluxo Escolar por Faixa Etária - São Benedito do Rio Preto - MA199120002010% de 5 a 6 anosfrequentando aescola% de 11 a 13anosfrequentando osanos finais doensinofundamental% de 15 a 17anos com ensinofundamentalcompleto% de 18 a 20anos com ensinomédio completo0255075100
Fluxo Escolar por Faixa Etária - São Benedito do Rio Preto - MA - 2010São Benedito doRio PretoEstado: MABrasil% de 5 a 6 anosna escola% de 11 a 13anos nos anosfinais dofundamental oucom fundamentalcompleto% de 15 a 17anos comfundamentalcompleto% de 18 a 20anos com médiocompleto20406080100% de 5 a 6 anos na escolaBrasil:91,12%

Em 2010, 48,23% dos alunos entre 6 e 14 anos de São Benedito do Rio Preto estavam cursando o ensino fundamental regular na série correta para a idade. Em 2000 eram 34,17% e, em 1991, 13,43%. Entre os jovens de 15 a 17 anos, 17,96% estavam cursando o ensino médio regular sem atraso. Em 2000 eram 6,83% e, em 1991, 3,89%. Entre os alunos de 18 a 24 anos, 1,77% estavam cursando o ensino superior em 2010, 0,97% em 2000 e 0,00% em 1991.

Nota-se que, em 2010 , 4,27% das crianças de 6 a 14 anos não frequentavam a escola, percentual que, entre os jovens de 15 a 17 anos atingia 15,60%.
Frequência escolar de 6 a 14 anos - São Benedito do Rio Preto - MA - 2010Não frequenta (4,27%)Fundamental sem atraso(48,23%)Fundamental com um anode atraso (21,79%)Fundamental com dois anosde atraso (23,44%)No ensino médio (1,31%)Outros (0,96%)23.4%21.8%48.2%
Frequência escolar de 15 a 17 anos - São Benedito do Rio Preto - MA - 2010Não frequenta (15,60%)No ensino médio sematraso (17,96%)No ensino médio com umano de atraso (6,87%)No ensino médio com doisanos de atraso (1,47%)Frequentando o fundamental(52,07%)Frequentando o cursosuperior (0,42%)Outros (5,61%)15,60%17,96%52,07%
Frequência escolar de 18 a 24 anos - São Benedito do Rio Preto - MA - 2010Não frequenta (72,51%)Frequentando o cursosuperior (1,77%)Frequentando o fundamental(9,81%)Frequentando o ensinomédio (11,12%)Outros (4,79%)11,12%9,81%72,51%
População Adulta
A escolaridade da população adulta é importante indicador de acesso a conhecimento e também compõe o IDHM Educação.

Em 2010, 29,13% da população de 18 anos ou mais de idade tinha completado o ensino fundamental e 18,73% o ensino médio. Em Maranhão, 44,36% e 28,40% respectivamente. Esse indicador carrega uma grande inércia, em função do peso das gerações mais antigas e de menos escolaridade.

A taxa de analfabetismo da população de 18 anos ou mais diminuiu 18,03% nas últimas duas décadas.

ComfundamentalcompletoMédio completoAnalfabetosOutros33.4%59.1%Analfabetos59,06% (59.1%)
7.7%39.1%49.3%
6.9%13.8%37%40.9%
Anos Esperados de Estudo
Os anos esperados de estudo indicam o número de anos que a criança que inicia a vida escolar no ano de referência tende a completar. Em 2010, São Benedito do Rio Preto tinha 8,91 anos esperados de estudo, em 2000 tinha 7,02 anos e em 1991 6,18 anos. Enquanto que Maranhão, tinha 9,26 anos esperados de estudo em 2010, 6,87 anos em 2000 e 6,29 anos em 1991.

Renda
A renda per capita média de São Benedito do Rio Preto cresceu 169,75% nas últimas duas décadas, passando de R$54,62 em 1991 para R$76,86 em 2000 e R$147,34 em 2010. A taxa média anual de crescimento foi de 40,72% no primeiro período e 91,70% no segundo. A extrema pobreza (medida pela proporção de pessoas com renda domiciliar per capita inferior a R$ 70,00, em reais de agosto de 2010) passou de 76,42% em 1991 para 64,47% em 2000 e para 49,14% em 2010.

A desigualdade aumentou: o Índice de Gini passou de 0,42 em 1991 para 0,66 em 2000 e para 0,62 em 2010.

O que é Índice de Gini?
É um instrumento usado para medir
o grau de concentração de renda.
Ele aponta a diferença entre os
rendimentos dos mais pobres e dos
mais ricos. Numericamente, varia
de 0 a 1, sendo que 0 representa
a situação de total igualdade, ou seja,
todos têm a mesma renda, e o valor
1 significa completa desigualdade
de renda, ou seja, se uma só pessoa
detém toda a renda do lugar.
Renda, Pobreza e Desigualdade - São Benedito do Rio Preto - MA
199120002010
Renda per capita (em R$)54,6276,86147,34
% de extremamente pobres
76,4264,4749,14
% de pobres
94,3285,3566,57
Índice de Gini0,420,660,62
Porcentagem da Renda Apropriada por Estratos da População - São Benedito do Rio Preto - MA
199120002010
20% mais pobres
5,870,001,19
40% mais pobres
16,011,924,91
60% mais pobres
30,2512,8515,01
80% mais pobres
51,3434,9436,89
20% mais ricos
48,6665,0663,11
Trabalho

Taxa de Atividade e de Desocupação 18 anos ou mais - 2010
40.2%59.8%População economicamente não ativa5.766 (59.8%)
DesocupadosOcupados2010
Entre 2000 e 2010, a taxa de atividade da população de 18 anos ou mais (ou seja, o percentual dessa população que era economicamente ativa) passou de 63,10% em 2000 para 40,21% em 2010. Ao mesmo tempo, sua taxa de desocupação (ou seja, o percentual da população economicamente ativa que estava desocupada) passou de 7,49% em 2000 para 6,69% em 2010.
Ocupação da população de 18 anos ou mais - São Benedito do Rio Preto - MA
20002010
Taxa de atividade63,1040,21
Taxa de desocupação7,496,69
Grau de formalização dos ocupados - 18 anos ou mais9,5013,89
Nível educacional dos ocupados
% dos ocupados com fundamental completo14,2237,23
% dos ocupados com médio completo8,9625,84
Rendimento médio
% dos ocupados com rendimento de até 1 s.m.93,1575,01
% dos ocupados com rendimento de até 2 s.m.98,1896,16
Em 2010, das pessoas ocupadas na faixa etária de 18 anos ou mais, 49,53% trabalhavam no setor agropecuário, 0,00% na indústria extrativa, 3,10% na indústria de transformação, 6,77% no setor de construção, 0,83% nos setores de utilidade pública, 7,97% no comércio e 29,24% no setor de serviços.

Habitação
Indicadores de Habitação - São Benedito do Rio Preto - MA
199120002010
% da população em domicílios com água encanada7,2911,5676,86
% da população em domicílios com energia elétrica34,1167,5592,07
% da população em domicílios com coleta de lixo. *Somente para população urbana.0,683,153,05
Vulnerabilidade social

Vulnerabilidade Social - São Benedito do Rio Preto - MA
Crianças e Jovens199120002010
Mortalidade infantil73,9052,9029,50
% de crianças de 4 a 5 anos fora da escola-54,7620,44
% de crianças de 6 a 14 anos fora da escola44,4313,264,27
% de pessoas de 15 a 24 anos que não estudam nem trabalham e são vulneráveis à pobreza
-23,2133,25
% de mulheres de 10 a 14 anos que tiveram filhos0,930,781,43
% de mulheres de 15 a 17 anos que tiveram filhos9,0413,0014,97
Taxa de atividade - 10 a 14 anos (%)-18,7413,01
Família
% de mães chefes de família sem fundamental completo e com filhos menores de 15 anos9,8811,1430,35
% de pessoas em domicílios vulneráveis à pobreza e dependentes de idosos8,3712,8510,58
% de crianças extremamente pobres
82,4771,6962,35
Trabalho e Renda
% de vulneráveis à pobreza
98,6194,7985,31
% de pessoas de 18 anos ou mais sem fundamental completo e em ocupação informal-82,8369,30
Condição de Moradia
% de pessoas em domicílios com abastecimento de água e esgotamento sanitário inadequados64,2933,4948,06